+Positive Spaces Tornam as Pessoas Mais Felizes

Simplificando, o excelente design tem um impacto positivo na vida das pessoas. O design de um espaço e os produtos que fazem parte dele devem permitir que as pessoas que trabalham e vivem nele sejam mais felizes. +Positive spaces™ motiva-nos a ser a melhor versão de nós mesmos, mas eles também nos ajudam a nos sentir melhor. Desde paletas de cores inspiradoras até elementos que promovem o bem-estar, espaços bem projetados podem nos tornar mais felizes e saudáveis.

Os locais de trabalho e os ambientes comerciais do passado normalmente não se concentravam na criação de lugares que fizessem as pessoas se sentirem bem ou acomodavam necessidades e estilos de trabalho diferentes. Então, hoje o desafio é criar ambientes que melhorem a produtividade, a criatividade e o bem-estar de seus usuários, em vez de minimizar os custos. Olhando para o futuro, está claro que as gerações mais jovens de trabalhadores, estudantes e visitantes nas instalações exigirão

Os locais de trabalho e os ambientes comerciais do passado normalmente não se concentravam na criação de lugares que fizessem as pessoas se sentirem bem ou acomodavam necessidades e estilos de trabalho diferentes. Então, hoje o desafio é criar ambientes que melhorem a produtividade, a criatividade e o bem-estar de seus usuários, em vez de minimizar os custos. Olhando para o futuro, está claro que as gerações mais jovens de trabalhadores, estudantes e visitantes nas instalações exigirão escolha, variabilidade e controle.

A tendência humana

Para criar resultados positivos para as pessoas, nosso foco mudou para uma perspectiva centrada no ser humano no que diz respeito ao processo de design, com ênfase nas necessidades humanas e no contexto de uso. Espaços +Positivos permitem que os seres humanos tenham sucesso. Eles fornecem um lugar para limpar sua mente, um lugar para criar, um lugar para colaborar.

De acordo com o  relatório Human Spaces sobre o impacto global do design biofílico no local de trabalho, , pouco menos da metade (47%) de todos os entrevistados concordam que se sentiram estressados ​​em seu local de trabalho nos últimos três meses. Esta constatação enfatiza a importância de identificar e reforçar práticas que possam melhorar o bem-estar no trabalho, incluindo o design biofílico ae a consideração das experiências sensoriais dos usuários (visão, tato, som e olfato). Por exemplo, dois terços (67%) dos entrevistados no relatório dizem que se sentem felizes quando entram em em ambientes de escritório iluminados com tons acentuados de verde, amarelo ou azul.

Produtos da Interface como os da nova Coleção Visual Code permitem que designers e clientes criem espaços que cultivem a positividade.

Para garantir que um espaço proporcionará experiências positivas para aqueles que o utilizam, considere estas questões:

  • Quantas áreas de função você precisa em seu espaço?
  • Como as pessoas precisam trabalhar ou se sentir nesses espaços?
  • Como você está promovendo a criatividade no local de trabalho?

Flexione o seu espaço

À medida que os ambientes de escritório evoluíram ao longo dos anos, passamos do cubículo para o escritório aberto sem perceber que um tamanho único não se adapta a ninguém particularmente bem. Um interior monolítico em qualquer extremo ignora os dados que dizem que precisamos de uma mistura de tempo sozinho, tempo de colaboração, tempo de telefone em particular e tempo para sentar no sol e sonhar acordado, tudo no mesmo dia.

No relatório Human Spaces, 39% dos trabalhadores entrevistados se sentiram mais produtivos em sua própria mesa em um escritório particular. Outros disseram que se sentiram mais produtivos em sua própria mesa em um escritório de plano aberto (36%). E 28% dos entrevistados relataram que não têm um espaço silencioso para trabalhar em seu escritório.

Então, claramente, devemos oferecer flexibilidade – permitindo que as pessoas cresçam e criem seus próprios locais de reunião, seus próprios ritmos e tradições – para trabalhar da maneira que melhor lhes convier. Se o espaço oferece uma escolha entre sol e sombra, estimulação e reflexão, conectividade e privacidade, temos um senso de controle e bem-estar.

A partir de nossa experiência, olhamos para modularidade e natureza para obter a resposta. Os melhores espaços consistem em zonas interdependentes e conectadas – exatamente como uma floresta. Blocos de construção modulares oferecem flexibilidade, funcionalidade e estética para estabelecer esses espaços positivos. Eles nos permitem facilitar o aumento do envolvimento do usuário.

Por exemplo, o design da sede do varejista de móveis  West Elm em Brooklyn, Nova York incluía planos para escritórios privados e compartilhados, salas de design e espaços comunitários. Falando sobre os benefícios de uma variedade de espaços de trabalho, Paolo Kos, Vice-presidente de Design da W.E. diz: “em um escritório de plano aberto onde você deve se sentar em uma mesa 8 horas por dia, não há muita privacidade. Portanto, esses outros espaços aliviam o estresse. Isso fortalece as pessoas, e quando elas controlam a forma como trabalham, acho que têm mais senso de propriedade. Elas são mais felizes, investem mais no trabalho.”

Pensando fora da caixa

A tendência de design de escritórios a fim de oferecer mais opções no local de trabalho também pode otimizar o processo criativo e a forma como  interagimos com um espaço, uns com os outros e com a tecnologia  Como observado no podcast   Steelcase’s The Future of Work is Creative o local de trabalho está mudando rapidamente, com mais pressão para criar espaços que ajudem a atrair talentos e libertar o potencial dos trabalhadores – para serem criativos, inovadores e mais produtivos. Vimos uma mudança em direção ao trabalho criativo – não apenas em profissões criativas. É um foco na resolução criativa de problemas, no desenvolvimento de novas ideias e no pensando diferente.

A maneira como trabalhamos mudou. Costumava ser sobre resolver problemas complicados de forma linear, sabendo o resultado que tentávamos alcançar. Agora, os problemas são mais complexos, e o resultado exato e as etapas de como chegar lá nem sempre são conhecidos e claros. Muitas vezes é um processo de se reunir em grupos para colaborar e debater e, em seguida, separar em espaços individuais para o trabalho de acompanhamento. E depois juntar novamente. Essa divergência e convergência requer uma gama diversificada de lugares e tecnologia para suportar diferentes etapas do processo criativo. Por exemplo, a sala de conferência tradicional é configurada para uma pessoa liderar um grupo, sentando-se em volta de uma mesa retangular longa. Não é configurada para as pessoas interagirem e se levantarem e tomarem notas em uma parede. Não promove o pensamento criativo.

A ideia de criar Espaços +Positivos pode se aplicar a praticamente qualquer tipo de ambiente: corporativo, de hospitalidade e educação e muito mais. E pode ser tão simples quanto abordar as cores usadas ou tão complexo quanto adotar uma abordagem holística que incorpore design biofílico e a Norma WELL Building. Não importa o tipo de espaço ou nível de design, o ponto é considerar como isso pode impactar positivamente aqueles que irão interagir com ele.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Uma resposta para “+Positive Spaces Tornam as Pessoas Mais Felizes”

  1. Globe United States, Colorado is among those states that are best known for their resorts.
    They are thin, flexible, but durable, vinyl stickers that are capable of
    being removed and repositioned multiple times. http://www.diverselist.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Produtos melhores para espaços positivos

4 junho, 2018

As expectativas das pessoas em relação a espaços interiores estão ficando cada vez mais complicadas. Para acompanhar (e mesmo ultrapassar) nossas vidas complexas, os ambientes construídos hoje devem oferecer mais do que nunca. Não é suficiente que os espaços nos quais vivemos e trabalhamos hoje apenas existam – eles precisam contribuir com nossas vidas, oferecendo…

Apresentando o Novo Escritório com Estilo Residencial

20 Abril, 2018

O design do escritório evoluiu rapidamente nas últimas décadas. Primeiro, eram escritórios particulares. Depois, vieram os cubículos, que levaram a estações de trabalho pequenas e individualizadas. A entrada da geração do milênio no mercado de trabalho – sufocada pela falta de espaço pessoal e pelo desejo de colaborar – provocou um movimento no design de…